Postagens

Mostrando postagens de Abril 19, 2015

Prof. Gilberte -Poema - Insulta a Razão

Imagem
INSULTO A RAZÃO

Não sou poeta, apenas insano
Perdão gênios se os profano.
Do acorde da poesia, acordei humano.
Destile o néctar sem cor
Colorido racional sem sabor.
Pensar sem sonhar
É a busca casta da dor.
A rima expulsa com repulsa a razão
Degusta sem pudores, sabores da emoção!


O incômodo zumbir do mosquito
É suave no verso transcrito
Parece despretensão
É recheada de inspiração.
Arte de mão feminina
Talento desta linda menina
Cecília é de fases por certo
No incerto voo do inseto
Traça letras do alfabeto!


É inocente a relação
Criança e seu negro cão
Tragédia é argumento...
 Sugestão
De cada mês extrai melodia